Voos já haviam sido interrompidos no último dia 15 de março por motivos de segurança.
Notícia de 29/03/2019, 11:06:00
Voos já haviam sido interrompidos no último dia 15 de março por motivos de segurança.
A American Airlines anunciou na quinta-feira (28) a decisão de suspender indefinidamente os voos entre os Estados Unidos e Venezuela, que já tinham sido interrompidos no último dia 15 de março por motivos de segurança.

Tomamos a difícil decisão de suspender indefinidamente o serviço para a Venezuela, afirmou a companhia em comunicado.

A American Airlines oferecia voos de Miami para Caracas e Maracaibo. No entanto, desde o dia 15 de março, decidiu suspender as operações para a Venezuela.

Continuaremos supervisionando a situação e trabalhando também com os membros de nossa equipe, as lideranças sindicais e outras partes interessadas para reiniciar os serviços quando as condições forem adequadas, disse a companhia aérea na nota.

Para a empresa, que atua na Venezuela há mais de 30 anos, a decisão foi difícil, não só pela longa história no país, mas pelos 70 funcionários que vivem e trabalham em Caracas e Maracaibo.

Estamos trabalhando estreitamente com a equipe para auxiliá-los durante esse momento difícil e buscar outras oportunidades, disse a empresa no comunicado.

Recomendação

A decisão de suspender temporariamente os voos para a Venezuela foi tomada pouco depois do sindicato de pilotos da American Airlines ter recomendado seus filiados a não viajar para o país.

A sugestão veio após o governo dos Estados Unidos ter determinado que todos os diplomatas americanos deixassem a Venezuela.

A American Airlines era, até então, a única grande companhia aérea americana que manteve os voos para a Venezuela. A United e a Delta suspenderam as operações no país em 2017. EFE

Deixe seu Comentário sobre a notícia:
Rua 7 de Setembro, 195 - Pouso Redondo/SC - Fone: (47) 3545-2133
2000 - 2017 Big Informática - Internet Banda Larga
© Todos os direitos reservados - Portal Provedor
Entre em contato | Crimes virtuais: denuncie